Escola Oficina está com matrículas abertas e diretora quer melhorar a estrutura, com o apoio dos vereadores

A diretora da Escola
Oficina Adelíria Meurer, Cláudia Tonello visitou a presidente da Câmara de
Vereadores, Elenir Maciel (PP) para dar as boas vindas, e ao mesmo tempo,
reforçar a aproximação entre as entidades. A vereadora Elenir disse que
frequentemente é procurada por pais, e os próprios alunos, pedindo uma
oportunidade de trabalho. Neste ponto, ela percebe que o encaminhamento para a
Escola Oficina é o melhor caminho, para qualificar as crianças e adolescentes,
e depois, direcionar ao mercado de trabalho. Atualmente, o estabelecimento de
ensino atende alunos com idade entre 06 e 17 anos, de segunda à sexta-feira, de
manhã e a tarde. As matrículas serão abertas na próxima segunda-feira, 30, e as
aulas recomeçam no dia 13 de fevereiro.

O programa Menor
Aprendiz, que fomenta a qualificação profissional e geração de empregos, é um
dos cursos mais procurados, pois reconhecidamente, auxilia na inserção dos
adolescentes nas oportunidades de trabalho disponíveis. As matrículas são
prioritárias para as famílias atendidas nos programas assistenciais do
município. Por isso, no ato da matrícula é preciso
apresentar documentos dos pais ou responsáveis, documentos do aluno,
comprovantes de renda, de residência e do Cadastro Único, declaração de
matrícula e uma foto 3×4. A Escola Oficina funciona na rua Marília, bairro
Luther King. Informações complementares pelo telefone 3524-2973.
 

Elenir sugeriu que o
espaço físico da Escola Oficina seja melhorado e ampliado, por isso, se dispôs
a conversar com a base de deputados aliados, para inserir a instituição em
projetos, que possam vir a beneficiar a Escola Oficina. Uma das sugestões
apontadas pela vereadora é de que, seja construído um mini-auditório. “Esse
espaço serviria para palestras e outras finalidades da escola. Vejo como
essencial, um local onde os alunos poderão se confraternizar com mais
comodidade, e até, mostrar o seu talento para todos”, finalizou Elenir.