CÂMARA REAFIRMA PARCERIA COM A UNIOESTE

       Nesta semana o vereador Alfonso Bruzamarello, PTB, visitou a Unioeste, campus de Francisco Beltrão, quando foi recebido pelos professores Haroldo Moreira, diretor do campus, e Eduardo Nunes Jacondino, assessor pedagógico. O objetivo foi debater a história e lutas da Unioeste e colocar o Legislativo à disposição da universidade. Alfonso foi acadêmico e professor na época da Facibel, antes de ser transformada em universidade.

       A conquista do curso de medicina e o reflexo que terá sobre a vinda de novos cursos, bem como os investimentos que atrairá no campus local, foram a tônica da conversa. O professor Haroldo informou que desde o ano passado uma comissão trabalha no levantamento dos cursos que devem ser pleiteados. Segmentos organizados da sociedade também estão sendo ouvidos. Segundo ele, cursos na área de saúde e licenciatura deverão ser priorizados.  No caso da área de saúde, para aproveitar a estrutura que está sendo montada para o curso de medicina, especialmente laboratórios. Cursos de licenciatura para a formação de bons profissionais.

       Ele disse que o prédio que será construído para o curso de medicina terá 8.864 m2 e poderá abrigar outros cursos na área de saúde, caso contrário parte ficará ociosa. Também elogiou as parcerias com a administração municipal, Câmara de Vereadores, Associação Empresarial e outros segmentos que sempre encampam as lutas da universidade. Citou também a força  e parceria da mídia de Francisco Beltrão.

        O diretor enfatizou que pretende realizar um trabalho de envolvimento ainda maior da Unioeste  com a sociedade. Na sua visão o povo do Sudoeste precisa conhecer melhor a universidade e saber tudo o que ela oferece. Inclusive citou que devem ser ampliados os projetos de extensões de cursos. Também repassou dados sobre o crescimento da universidade nos últimos anos. Em 2001 eram 1.230 acadêmicos e no ano de 2012 subiu para 1.480. O quadro de professores no mesmo período saltou de 39 para 109. A área construída saiu de 4.409 m2 para 10.265 m2 e será ampliada com novos projetos que estão começando. Em 2001 eram cinco laboratórios e hoje são 44. Segundo ele, a única carência é de funcionários, especialmente para o setor administrativo, já que o quadro de professores é satisfatório.

       No final do encontro o vereador Alfonso formalizou um convite para que Haroldo compareça na Câmara para fazer uma explanação a todos os vereadores sobre a universidade e a importância de parcerias com o Legislativo e outros segmentos da sociedade. Ficou acertado ainda que ele participará de reuniões de todos os Rotary Clubes de Beltrão, visto que tiveram uma participação importante na conquista e instalação do curso de medicina. Alfonso informou que esse tipo de reunião será realizada com todas as demais instituições de ensino superior do município.

%d blogueiros gostam disto: