ASSISTÊNCIA PARA MULHERES QUE SOFREM VIOLÊNCIA

       Ganha força e adesões a iniciativa da vereadora Elenir de Souza Maciel, PP, presidente da Câmara, de viabilizar para Francisco Beltrão um local adequado para atender mulheres que sofrem violência doméstica. Além de acolher e orientá-las, Elenir defende que o local tenha oficina profissionalizante para que elas aprendam uma profissão e conquistem a sua independência financeira.  Na terça-feira, dia 10, aconteceu reunião na sede do Legislativo, para debater o tema.  

       Além da vereadora Elenir, participaram o Tenente Coronel Samir Wassouf, comandante do 21º Batalhão da Polícia Militar, o Capitão Rogério Pitz, Comandante da Polícia Militar em Beltrão, Tenente Anderson, da Rotam, Delegado chefe da 19ª SDP, Valderes Scalco, Delegada Emanuelle Carolina Baggio, da 19ª SDP, responsável pelo atendimento de mulheres que sofrem violência, Ana Lucia Manfrói, secretária municipal de Assistência Social, Luiz Graczik, diretor da Divisão de Entidades da secretaria, Franciele Schmitz, diretora do núcleo regional da secretaria estadual do Trabalho e Assistência Social, Taise Sgnorini, coordenadora do curso de psicologia da Unipar, Marcio de Gois, professor do curso de direito da Unipar, Alaércio Corazza, Assessor de gabinete da Câmara, Michella Massoni Moreira,  Assessora parlamentar da Câmara, Clarice Spada e Janete Bordin.

       Ficou definido que um dos primeiros passos será reativar o Conselho Municipal da Mulher, que existe através de Lei, mas não está funcionando. Também serão levantados meios de buscar recursos para a construção de um Centro de Excelência para assistência a estas mulheres. Conforme o delegado Scalco, no ano passado foram quase 400 casos desta natureza registrados na delegacia local. Porém, muitas vítimas não procuram o apoio da polícia. Para ele é de fundamental importância ter um local para acolher, orientar, prestar atendimento social, psicológico e jurídico. A próxima reunião será no dia 4 de março, às 09h00, e deve envolver mais entidades, caso do Ministério Público e Conselho Tutelar, dentre outras.

                                          Visita em Santa Catarina

       Na semana passada uma comitiva de lideranças de Francisco Beltrão esteve em Dionísio Cerqueira, Santa Catarina, para conhecer o projeto desenvolvido pelo Centro de Referência e Assistência Para a Mulher, que funciona desde março de 2009 e foi o primeiro a ser instalado no estado vizinho. O objetivo foi buscar informações para que ação semelhante seja realizada em Beltrão. O Centro de Dionísio Cerqueira presta toda a assistência para as mulheres, oferece cursos e oficinas.

       O atendimento se dá por meio de procura espontânea e encaminhamentos através da rede de atendimento, Ministério Público, Judiciário ou da própria polícia. As mulheres encontram apoio, orientação, atendimento social, psicológico e jurídico. A equipe é composta por coordenadora, assistente social, assessora jurídica, agente policial, psicóloga e secretária, todas qualificadas para esta finalidade. É mantido através de parceria entre Prefeitura e Governo Federal, que auxiliam financeiramente para a manutenção e desenvolvimento dos projetos.

%d blogueiros gostam disto: