ADIADA VOTAÇÃO DE PROJETOS

       Na sessão
desta segunda-feira, dia 22 de fevereiro, dois projetos do Executivo estavam na
pauta na Câmara de Francisco Beltrão, mas ambos acabaram retirados, à pedido do
vereador Aires Tomazoni (PMDB), líder do Governo no Legislativo. Um deles trata
de alterações na lei municipal 4.106, de 2013, na função de agente de limpeza
pública. A mudança redefine as atribuições deste cargo em função da contratação
de uma empresa para a varrição de ruas.

       A vereadora Maria de Lourdes Pazzini
(PMDB) usou a Tribuna para defender a votação e aprovação da matéria,
garantindo que a medida não prejudicará os servidores concursados, incluindo os
que estão prestes a se aposentar ou em estágio probatório. Mas defendeu
melhores condições de trabalho para os servidores de carreira e um melhor
diálogo do executivo com a categoria. Segundo ela, em última instância, se
houver algum problema, eles podem procurar o Ministério Público.

       Também na Tribuna o vereador Paulo Grohs
(PSDB) disse que não admite colocar estas pessoas em outras funções,
principalmente no setor de capina. Para ele, existem muitas regiões da cidade
em que esta mão de obra pode ser utilizada para a varrição de ruas. Falou ainda
que votaria contra o projeto e pediu que a Bancada de Oposição o acompanhasse. Quando
o projeto entrou em pauta, o vereador Aires solicitou a retirada por 15 dias. Para
ele é preciso que o executivo envie documentos técnicos para a Câmara para que
o Legislativo tenha um posicionamento seguro sobre o tema.

      No outro projeto o Executivo solicita a
abertura de crédito adicional de R$ 45.650,00 no orçamento deste ano visando
contabilizar o reconhecimento de dívida do ano passado referente à instalação
de ares condicionado em escolas municipais e centros municipais de educação
infantil. Os vereadores solicitaram documentos da administração municipal sobre
a comprovação do serviço e retiraram o projeto por cinco dias. Agora será
votado na próxima segunda-feira, dia 29.

                                            Reivindicações

       Os vereadores apresentaram diversas
reivindicações por meio de Requerimentos e Indicações. A vereadora Elenir de
Souza Maciel (PP) solicitou explicações da Copel e da Sanepar sobre os freqüentes
desligamentos de energia elétrica em alguns bairros e comunidades do interior e
as interrupções no fornecimento de água na cidade. Elenir também gestionou
asfaltamento nas ruas Caracas e Santiago, no Jardim Seminário, implantação de
bocas de lobo da travessa Valença até a rua Venezuela e colocação de rotatória
ou semáforo na esquina da rua Maranhão com a avenida União da Vitória.

       A vereadora Daniela Celuppi (PT) pediu a
substituição dos brinquedos danificados e da areia do playground da praça do
bairro Sadia. Aires Tomazoni (PMDB) indicou para a secretaria municipal de
Saúde a implantação de um sistema de senhas seqüenciais para o atendimento ao
público na Farmácia Municipal da Cango. Ivanir Tupi Prolo (PP) requereu a
gratuidade da inscrição do Campeonato Municipal Varzeano e que R$ 20 mil dos
recursos economizados pela Câmara em 2015 sejam destinados para a premiação.

       Maria de Lourdes Pazzini (PMDB)
solicitou informações sobre o perfil agropecuário do município, caso da
quantidade da produção de leite, grãos e carnes, além da receita financeira
gerada anualmente para a economia em relação a cada segmento. Também pediu
melhorias na estrada que passa pela propriedade de Terezinha Salvador, em Seção
Progresso. 

%d blogueiros gostam disto: