Atanázia participou da reunião para a implantação da linha aérea

A linha aérea em Francisco Beltrão é uma realidade. A presidente da câmara, Atanázia Hellmann Pedron esteve na reunião que definiu o início de operações da NHT no município nos próximos dias. Quinta-feira, dia 17, na sede da Associação Empresarial estiveram reunidas lideranças empresariais e de classe, juntamente com o prefeito Wilmar Reichembach para tratar do assunto. “Considero um momento importante para a cidade e a região, que hoje se ressente da falta de uma linha aérea regular”, disse a presidente do legislativo. Para Atanazia, com o funcionamento da linha aérea, o intercâmbio empresarial, comercial e cultural será facilitado. Para viabilizar a linha aérea, pelo menos seis pessoas devem embarcar diariamente em Francisco Beltrão e igual número deve retornar para a cidade. O avião, um turbo-hélice, tem capacidade para 19 passageiros. A reunião teve a participação de Jefrey Kerr, diretor de planejamento da NHT, uma empresa gaúcha que já opera vôos regularem em cidades de médio porte do sul do país e também em São Paulo. “Nossa conexão é direta com o aeroporto de Congonhas, em São Paulo”, disse Kerr, para quem em trinta dias, haverá condições de iniciar as operações na cidade. Inicialmente o avião virá para Francisco Beltrão às segundas, quartas e sextas-feiras, no horário das 9h08, com chegada em Curitiba às 10h28. De Curitiba para Francisco Beltrão, a saída será nos mesmos dias, às 10h53, com conexão em Concórdia, Santa Catarina e chegada no aeroporto beltronense às 12h58. O preço da passagem para quem adquirir em Francisco Beltrão será de R$ 339,00, mas quem comprar em outras cidades, o valor será de R$ 498,00. 


 


 


Cidade passa a figurar no mapa mundial da aviação


 

Ao final da reunião, o prefeito Reichembach também mostrou otimismo em relação à viabilidade da linha aérea e a presidente da Acefb, Solange Franzoni confirmou que o contrato será assinado com a NHT, que vai de imediato tratar das questões operacionais para o início das atividades na cidade. Com o vôo regular, Francisco Beltrão entra no restrito grupo das cidades que possuem ligação aérea. No Paraná, além da capital, apenas Londrina, Maringá, Foz do Iguaçu e Cascavel tem vôos regulares e no país são 120 cidades. A intenção da NHT é passar a operar também em Pato Branco, assim que o aeroporto estiver liberado pela ANAC, que coordena as operações aéreas no país. 

%d blogueiros gostam disto: