Vereadores defendem mais calçamento no interior

A construção de calçamentos em pontos críticos das estradas do interior foi defendida ontem na câmara de vereadores. Ao defender requerimento de sua autoria, o vereador Almir Calegari (PT), disse que o calçamento resolve os problemas de forma permanente.  Também afirmou que está gestionando junto à deputada Luciana Rafagnin para que seja viabilizada a vinda de patrulha rodoviária para trabalhar na melhoria de estradas do município. O vereador defendeu a construção de calçamento até a comunidade de Altaneira, passando pelo assentamento Missões, que, a seu ver, traria benefícios a centenas de famílias. A reivindicação de Calegari foi apoiada pelo vereador Celso Antunes (PSDB) que disse conhecer bem o problema em alguns pontos do município e que o calçamento seria a solução. Calegari manifestou preocupação com a ocupação de encostas na área urbana e argumentou que “no interior, não é permitido desmatar encostas com declividade de 45°, mas parece que na cidade isso não está sendo observado”. A reivindicação de Calegari foi apoiada pelo vereador Celso Antunes (PSDB) que disse conhecer bem o problema em alguns pontos do município e que o calçamento seria a solução. Na tribuna, Antunes elogiou a instalação do Batalhão da Polícia Militar na cidade dizendo que Francisco Beltrão é uma cidade tranqüila, mas a ampliação do policiamento é uma medida importante que passa a ser viabilizada com a vinda do batalhão. O vereador lamentou o corte de 40% do orçamento do projeto Minha Casa, Minha Vida, determinado pelo governo federal. Segundo ele, isso terá reflexos na construção civil.  Jocemar Madruga (PT) argumentou que estarão acontecendo ajustes nesse projeto, mas enfatizou que a habitação deve ser preocupação também dos governos estaduais e municipais. O vereador Ivo Santos (PSC), afirmou que a presidente Dilma certamente fará um grande trabalho na área da habitação, tanto assim que o volume de recursos para o Minha Casa, Minha Vida será maior neste ano em torno de R$ 1 bilhão.


 


Aumento abusivo


 

      O vereador Celso Antunes (PSDB) protestou pelo aumento de cerca de 16% na conta de água e enfatizou que as contas de luz também tiveram aumentos excessivos. “Tanto a Sanepar como a Copel não mostram muita preocupação social na hora de definir os índices de reajuste”, observou, complementando que esses órgãos servem como cabides de emprego do governo estadual.

%d blogueiros gostam disto: