Câmara aprovou três projetos

A câmara de vereadores de Francisco Beltrão esteve reunida ontem no final da tarde, quando aprovou três dos cinco projetos que estavam em pauta, todos por unanimidade. O projeto 14, que trata de mudanças na estrutura administrativa da prefeitura, com a criação de cargos e mudança de nível de algumas categorias, foi retirado de pauta. Foi a única matéria que gerou uma discussão mais acalorada.


Os vereadores Jocemar Madruga e Irineu Miller, ambos do PT, criticaram o projeto, e o mesmo aconteceu com Maor Prolo (PMDB). “Não é oportuna a criação de novos cargos neste momento”, disse Miller. A líder do governo, Elenir Maciel (PP), pediu que o projeto fosse sustado para retorno na próxima semana. Também foi retirado de pauta projeto do vereador Paulo Grohs (PSDB), a matéria previa a instalação do número telefônico 125, com ligação gratuita para o conselho tutelar, mas deve retornar para análise somente quando tiver dotação orçamentária.


O projeto 12 que autoriza o executivo a comprar lote no bairro da Cango para construção de um novo colégio, anexo ao colégio estadual por R$ 140 mil, o projeto 15 que concede reposição salarial de 10% para agentes comunitários de saúde e agentes de combate a endemias e o projeto número um, do legislativo, do vereador Ivo Santos (PSD), que declara de utilidade pública o grupo Mão Amiga, que atua na prevenção ao câncer foram aprovado por unanimidade.


 


Requerimentos


 


Também foram analisados e aprovados dois requerimentos de autoria dos vereadores. Proposição do vereador Maor Prolo (PMDB), trata de envio de ofício aos senadores paranaenses e deputados que representam a região na câmara federal, solicitando apoio para o credenciamento do Ceonc junto ao SUS. O vereador Ivo Santos (PSD), solicita informações ao DER sobre a possibilidade de construção de ponto de ônibus na PR 483, próximo à Distribuidora Barbieri.


A câmara municipal volta a reunir-se hoje, às 18h.


 

%d blogueiros gostam disto: