PROMOTOR SE REÚNE COM VEREADORES

       O Promotor de Justiça da Comarca, 1ª Promotoria, Roberto Tonon Junior, esteve esta semana na Câmara de Vereadores quando se reuniu com os vereadores Paulo Grohs, PSDB, presidente, Aires Tomazoni, PMDB, e José Adair Brizola, PSL. A visita teve o objetivo de fortalecer ainda mais as relações do Judiciário e do Legislativo, mas também para tratar de outros temas importantes.

       Tonon lançou a proposta para que seja iniciada uma discussão para que seja elaborada e aprovada uma lei determinando a instalação de câmeras de segurança na parte externa frontal de estabelecimentos comerciais de diversos ramos, especialmente bancos, casas lotéricas, relojoarias e outros. Trata-se de uma medida de prevenção, especialmente quanto a roubos e furtos. Também lembrou que, em caso de uma ocorrência dessa natureza, as imagens ajudam na identificação dos envolvidos e elucidação.

        Para tratar do tema, foi agendada reunião para o dia 17 de abril, às 09h00, nas dependências da Câmara. Além de representantes do legislativo e do judiciário, também participarão integrantes da administração municipal, polícias Civil e Militar, Câmara de Dirigentes Lojistas, Associação Empresarial, Conselho Comunitário de Segurança, imprensa e outros segmentos. Além de testar a aceitabilidade da proposta, será uma oportunidade para colher sugestões dos participantes.

                                              Moção de Repúdio

       Ele também pediu apoio da Câmara, através da aprovação de um requerimento, repudiando a possibilidade de aprovação da Proposta de Emenda Constitucional, PEC, 37/2011, que suprime a possibilidade de investigação criminal por parte do Ministério Público, reservando a atividade exclusivamente às polícias judiciárias. Promotores de Justiça e Procuradores da República, ficariam impedidos de atuar na área de investigação criminal. Esta PEC está tramitando na Câmara Federal. Tonon informou que este movimento para evitar a aprovação da PEC está em andamento em todo o Brasil. No caso da Câmara de Beltrão, o requerimento será assinado pelos dez vereadores e deve ser votado na próxima semana.