VETOS SÃO MANTIDOS EM VOTAÇÃO SECRETA

       Através de votação secreta, a Câmara de Vereadores de Francisco Beltrão manteve os vetos do prefeito Cantelmo Neto, PMDB, a dois projetos do Legislativo que tinham sido aprovados por unanimidade. A definição aconteceu na Sessão Ordinária desta terça-feira, dia 28. Para a derrubada dos vetos eram necessários sete votos. Porém, somente seis vereadores se manifestaram contra o veto e quatro foram favoráveis. Com o resultado de 6X4 os vetos ficam mantidos.

       Um dos projetos, da vereadora Elenir de Souza Maciel, PP, criava o programa social Centro Dia do Idoso em Francisco Beltrão, através de atendimento especializado e instalações adequadas para pessoas idosas, semi-dependentes ou portadores de enfermidades, que estejam em estado de vulnerabilidade social. Trata-se de um local para os idosos ficarem durante o dia, enquanto os familiares trabalham.      

       O outro projeto cujo veto foi mantido é do vereador Paulo Grohs, PSDB, que criava o programa de distribuição gratuita de materiais escolares e uniformes escolares para os alunos da rede pública municipal de ensino. A medida atenderia todos os alunos que freqüentam as escolas públicas do município. Paulo acredita que neste ano o investimento chegaria a R$ 1,2 milhão e salienta que os recursos já estavam previstos no orçamento em vigor.

      Em redação final três projetos do executivo foram aprovados por unanimidade. O 25 altera disposições de lei municipal, aumentando de 25 para 35 o número de vagas para o cargo de enfermeiro para a saúde pública municipal. O projeto 26 também altera disposições de lei municipal relacionada a subdivisão, unificação e permuta de imóvel. O projeto 27 autoriza a prefeitura a adquirir áreas de terra na Cidade Norte, totalizando 94.714 m2 e investimentos de R$ 625 mil. Os terrenos serão cedidos para a Sanepar instalar a estação de tratamento de esgoto da Cidade Norte.  

       Também foi aprovada uma Moção de Apoio da Comissão de Educação, Cultura e Esporte da Câmara, que é composta pelos vereadores Aires Tomazoni, PMDB, Alfonso Bruzamarello, PTB, e Elenir de Souza Maciel, PP. O objetivo é reforçar os pedidos já encaminhados para a implantação de novos cursos nos campus locais da Unioeste e da UTFPR, Universidade Federal Tecnológica Federal do Paraná.

       Outro projeto do executivo estava em pauta em primeira discussão, mas foi retirado. Refere-se a concessão do benefício de aluguel social para as famílias carentes que serão atingidas pelas obras de construção da trincheira no bairro São Miguel, na PR 483, saída para Cascavel. Serão beneficiadas 48 famílias. Cada uma terá auxílio mensal de R$ 480,00. A concessão se dará por um período máximo de um ano. Neste intervalo a meta é viabilizar acesso destas famílias em programa habitacional do Governo federal. Representantes das famílias estiveram na sessão e reivindicam alguns ajustes na matéria. Foi formada uma comissão para negociar com o executivo e o assunto volta a ser analisado pela Câmara no dia 10 de junho.

       Através de requerimento o vereador Cleber Fontana, PSDB, solicitou envio de ofício para a Associação Empresarial, parabenizando pela realização da Semana Empresarial de 2013. O vereador Roberson Fiera, PT, gestionou a instalação de placas de sinalização e de identificação do Jardim Primavera e Jardim Itália I e II. Também sugeriu que a prefeitura adquira um terreno para a construção de uma praça pública na Cidade Norte e a construção de um prédio para a escola municipal da comunidade de Nova Concórdia.

       A vereadora Elenir de Souza Maciel, PP, reivindicou que os centros municipais de educação infantil prestem atendimento até as 18h30 e que sejam mantidos plantões de atendimento no período de férias. Também solicitou que seja disponibilizado um médico para atender no Centro de Convivência do Idoso. Ivanir Tupi Prolo, reivindicou melhorias na estrada vicinal do Posto Panorâmico até o KM 8.