Empresa Guancino fala sobre o serviço do transporte coletivo em Beltrão

Os empresários da Guancino Transportes Coletivos estiveram na sessão desta segunda-feira, 12, apresentando dados e informações pertinentes à atividade em Francisco Beltrão, respondendo a um requerimento proposto pelo vereador Rodrigo Inhoatto(PDT). O sócio proprietário João Scopel demonstrou através de números que a empresa está tendo prejuízo mensal com o serviço prestado na cidade. Mesmo assim, ele afirmou que será mantido o serviço, de acordo com a previsão do edital de licitação que a Guancino venceu em 2015. “O prefeito Cleber entendeu que poderíamos diminuir o número de veículos na rua, em contrapartida estamos mantendo os mesmos itinerários e horários que sempre foram executados. Hoje, nosso maior problema está com as gratuidades, que não há um subsídio por parte do governo Federal, Estadual e Municipal e neste caso deveríamos aumentar a tarifa paga pelo usuário, mas por enquanto, vamos manter assim”, disse Scopel. De acordo com João, o grande avanço do transporte coletivo foi a bilhetagem eletrônica. “Esse sistema impede que haja malandros querendo se beneficiar do serviço. Em breve teremos um aplicativo de celular, que o nosso cliente terá acesso a todas as informações pertinentes ao transporte na palma da mão”, completou Scopel.

O executivo da Guancino Muran de Almeida também esclareceu as dúvidas dos vereadores e informou as principais alterações dos itinerários. Ambos colocaram a empresa a disposição da população e orientaram que o atendimento pode ser feito através do Facebook, telefone e no escritório que fica no Shopping Aquarius.

%d blogueiros gostam disto: