POPULAÇÃO DEBATE SEGURANÇA

       Moradores dos bairros Cango e Guanabara e lideranças se reuniram na noite de quarta-feira, 16, no Centro Social do bairro Cango, para debater segurança público e, em especial, a adoção do programa denominado de ?Vizinhança Solidária?. A iniciativa foi do Conselho Comunitário de Segurança, com o apoio e participação de várias outras entidades.

       Um projeto que trata da criação do programa, de iniciativa dos vereadores Brizola, PSL, e Roberson Artifon Fiera, PT, tramita na Câmara de Vereadores e será votado nos próximos dias. Os dois estiveram presentes na reunião para explicar o funcionamento do programa, cuja participação da comunidade é o eixo central. Os bairros Cango e Guanabara deverão receber o projeto piloto, antes da iniciativa se espalhar por toda a cidade.

       Cerca de 50 pessoas compareceram ao encontro para conversar com lideranças políticas, comunitárias e das forças policiais. Tiveram a oportunidade de expor os problemas que enfrentam neste setor, fazer perguntas e também dar sugestões. O Conselho de Segurança pretende promover esse tipo de encontro em todos os bairros para que a comunidade tenha conhecimento da proposta e se conscientize que também deve fazer a sua parte.

       Dentre as autoridades que participaram da reunião estavam Eduardo Sciréa, vice-prefeito, vereadores Brizola e Roberson, que representaram o Legislativo, Major Crhistian Goldoni, comandante do 21º Batalhão da Polícia Militar, Capitão Rogério Pitz, comandante da Polícia Militar em Beltrão, Investigador Modualdo de Oliveira, que representou a Polícia Civil, Waldemi Fernandes, presidente do Conselho Comunitário de Segurança, Wilson Balestro, presidente do Conselho da Comunidade, Adão Carvalho, presidente da Associação de Moradores dos bairros Cango e Guanabara, e José Fankhauser, presidente da Unibel, União das Associações de Moradores de Beltrão.

%d blogueiros gostam disto: