CÂMARA VAI INVESTIGAR COOHABEL

       A Câmara de Vereadores de Francisco Beltrão deverá abrir uma Comissão de Inquérito para investigar a Coohabel, Cooperativa Habitacional Beltronense. A iniciativa é do vereador Cleber Fontana, PSDB, a partir de denúncias feitas na Tribuna da Câmara na sessão de terça-feira, dia 4, por Morgana Araujo, (foto) que há quatro meses é coordenadora da cooperativa. Ela compareceu no Legislativo, acompanhada de outros dirigentes e assessoria jurídica, a convite do vereador Ivanir Tupi Prolo, PP. Morgana falou sobre os problemas da Coohabel, segundo ela, originados pela diretoria anterior, e respondeu perguntas formuladas pelos vereadores. Os debates duraram quase uma hora e meia.

       Ela enfatizou que a atual direção assumiu a cooperativa para realizar um trabalho com transparência e tornar público as irregularidades da diretoria anterior, já apuradas por meio de uma auditoria. A conclusão, segundo Morgana, é que houve má gestão. A Coohabel tem cerca de 900 associados, com pouco mais de 400 ativos, e coordena sete loteamentos e o projeto de construção de um prédio. Alguns estão quase concluídos, mas outros apresentam graves problemas, principalmente financeiros e de falta de regularização.

       Um dos casos é o Loteamento Água Branca, onde será necessário fazer uma chamada de capital de quase R$ 12 mil para que as famílias tenham acesso aos lotes e possam construir suas casas. Conforme Morgana, além de apurar as irregularidades, a atual diretoria, com apoio de uma comissão e do Conselho Fiscal, busca solucionar todos os problemas. Também explicou que o caso já foi encaminhado para a Justiça, para que os responsáveis pelas irregularidades respondam criminalmente pelos atos.

       O vereador Cleber classifica a situação da Coohabel como gravíssima, onde centenas de famílias que tem o sonho de construir a casa própria estão desesperadas e sem saber se terão a escritura do lote que já pagaram. Também relata que o Poder Legislativo não pode ser omisso a esta situação e precisa tomar uma atitude para ajudar a resolver o problema e buscar a justiça para que os responsáveis sejam punidos. O Requerimento do Vereador Cleber, com assinaturas dos demais vereadores, deve ser protocolado nesta semana. Com isso, na próxima semana deve ser votado e, recebendo aprovação, serão indicados os quatro vereadores que irão compor a Comissão de Investigação.

%d blogueiros gostam disto: