Câmara economizou r$ 3,5 milhões em 2008

18-12-2008


 


       Nesta sexta-feira, dia 18, a Câmara de Vereadores de Francisco Beltrão realizou a Reunião de Prestação de Contas. Trata-se de um ato regimental, que acontece todos os anos, no mês de dezembro. Um dos dados que mais chamou a atenção no relatório apresentado pelo presidente do legislativo, Ivanir Tupi Prolo, PP, é que no decorrer de 2008 a economia feita pelo Legislativo chegou a R$ 3 milhões e 540 mil.


       Ocorre que os vereadores podem usar até 8% do orçamento do município. Porém, os gastos ficaram muito abaixo disso. Com base no orçamento deste ano, a Câmara poderia ter gasto até R$ 374 mil por mês, porém o valor médio mensal ficou em R$ 79 mil, incluindo salários dos vereadores e servidores, obrigações patronais, materiais de consumo, serviços de terceiros, equipamentos e materiais permanentes.


       De acordo com o relatório, a economia mensal foi na média de R$ 295 mil, fechando o ano com um montante superior a R$ 3,5 milhões de economia. “Isso confirma que a Câmara de Beltrão é uma das mais econômicas do Brasil, graças ao esforço não só da Mesa Diretora, mas de todos os vereadores”, relatou Tupi.


       Além dos dados financeiros, no encontro também foi apresentado o relatório das atividades legislativas. Tramitaram neste ano 77 projetos do executivo e 35 do legislativo, elaborados pelos vereadores, que também apresentaram 222 Requerimentos e 73 Indicações. Também constam um Projeto de Resolução, oito Projetos de Decretos, um Projeto de Emenda à Lei Orgânica e três Anteprojetos de Decreto Legislativo.


        Também houve a análise e aprovação de três Pareceres do Tribunal de Contas do Estado sobre as contas do Executivo dos anos de 2004, 2005 e 2006. No ano os vereadores realizaram cinco Sessões Solenes para a entrega de Títulos de Cidadania Honorária e de Vulto Emérito, além de uma Moção de Aplauso e duas placas de homenagem.


 


                                         SESSÃO EXTRAORDINÁRIA   


 


       Os vereadores também realizaram Sessão Extraordinária nesta sexta-feira, 18. Dois projetos do executivo foram aprovados por unanimidade, em votação única. O 76 autorizou a prefeitura participar da implantação de loteamentos de interesse social implantados pela Cohabel, Cooperativa Habitacional Beltronense. O outro refere-se à suplementação no orçamento vigente, na ordem de R$ 212 mil.


       Uma outra Sessão Extraordinária deverá ser realizada no dia 29 de dezembro, para analisar o projeto 75 do executivo, que trata da permuta de lotes. O prefeito Vilmar Cordasso, PP, deverá enviar outro projeto, pedindo autorização para comprar um terreno localizado na esquina das ruas Octaviano Teixeira dos Santos e Tenente Camargo, em frente ao prédio do Legislativo. Posteriormente este terreno deverá ser doado para a Câmara para a construção da sede própria do legislativo beltronense.