CÂMARA ENCERROU ANO LEGISLATIVO

– 16-12-2008 –  


 


       Três projetos do executivo, dois do legislativo e dois requerimentos foram aprovados por unanimidade na Sessão Ordinária realizada ontem, dia 15, pela Câmara de Vereadores de Francisco Beltrão. Todos os projetos foram aprovados em redação final. O projeto 72, do executivo, autoriza a prefeitura adquirir área de terra de 880 m2, no bairro Sadia. O 73 refere-se a abertura de crédito adicional no orçamento vigente, na ordem de R$ 272.238,00. O 74 autoriza a prefeitura comprar terreno de 688 m2, ao lado do rio Marrecas, para que o mesmo seja mantido como área de preservação.


       O projeto 32 do legislativo, da vereadora Atanázia Hellmann Pedron, PP, Declara de Utilidade Pública o Rotary Club Francisco Beltrão Cango. O 35, do vereador Ivanir Tupi Prolo, PP, Declara de Utilidade Pública o Sisclaf, Sistema de Cooperativa de Leite da Agricultura com Interação Solidária. Outros três projetos do legislativo estavam em pauta, mas foram arquivados, à pedido dos seus autores.


       Os dois requerimentos são do vereador Ivanir Tupi Prolo. Ele pediu envio de ofício para a diretoria do Marreco Futsal parabenizando pela conquista do título estadual da Chave Prata. Também requereu envio de ofício para a diretoria da Abelbo, Associação Beltronense da Bocha, e seus atletas, parabenizando pela conquista do campeonato estadual de bocha simples feminino e dupla mista. A competição foi realizada no último final de semana, em Coronel Vivida.


       Nesta segunda-feira a Câmara realizou a última Sessão Ordinária do ano. Porém, como três projetos do executivo precisam ser analisados com urgência, o presidente Tupi Prolo convocou os vereadores para Sessão Extraordinária na próxima sexta-feira, dia 19, às nove horas da manhã. Os projetos tratam de permuta de lotes, abertura de dotação orçamentária e autorização para o município participar da instalação de loteamentos de interesse social implantados pela Cohabel, Cooperativa Habitacional Beltrão. Também na sexta-feira, às dez horas da manhã, tem a Reunião de Prestação de Contas.


       Nesta quarta-feira, dia 17, às oito e meia da noite, na sede do legislativo, será realizada Sessão Solene para a entrega do título de Cidadão Honorário para o empresário e ex-vice-prefeito, Otercílio Salvatti. O projeto concedendo a honraria é dos vereadores Cleber Fontana e Irineu Miller, ambos do PT. A Sessão Solene faz integra a programação de aniversário do município. Autoridades, convidados e familiares do homenageado deverão lotar o plenário para prestigiar a sessão.


 


      


                      VEREADORES FALARAM SOBRE ANO LEGISLATIVO


 


       Usaram a Tribuna da Câmara na sessão de segunda-feira, dia 15, os vereadores Ivanir Tupi Prolo,PP, atual presidente, Euclides Kidinho Ferreira dos Santos, PSDB, primeiro presidente desta legislatura, e Adair Machado, PSDB. Como era a última Sessão Ordinária do ano, todos procuraram fazer um relato das atividades e agradecer aos demais vereadores pela harmonia que prevaleceu nestes quatro anos.


       O vereador Tupi agradeceu os vereadores e servidores da casa pela colaboração nos seus dois anos de gestão na presidência. “Nestes dois anos formamos uma família e isso foi possível devido ao trabalho honesto e transparente”, relatou. Também enfatizou que a sua gestão tratou todos os vereadores de forma igualitária, independente de ser Situação ou Oposição.


       Ele também destacou que a Câmara de Beltrão continua sendo um exemplo para o país em termos de economia financeira. O Legislativo tem direito a 8 por cento do orçamento mas gasta em média 1,5 por cento. De acordo com Tupi, as contas de 2007 foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado por unanimidade e sem ressalvas.


       Tupi também discorreu sobre o secretariado do prefeito eleito Wilmar Reichambach, PSDB. Ele disse não concordar integralmente com os nomes escolhidos visto que muitos “companheiros” ficaram de fora. “Muitas pessoas competentes e honestas, que ajudaram a eleger o prefeito, não foram lembradas para integrar o primeiro ou até mesmo segundo escalão”, comentou.


       O vereador Kidinho disse concordar em parte com a posição de Tupi, mas entendeu que é difícil o prefeito agradar a todos na escolha de sua equipe de trabalho. Kidinho reclamou apenas que no momento da definição dos nomes mais pessoas deveriam ter sido consultadas. Ele também rebateu declarações feitas na imprensa pelo vereador eleito Almir Calegari, PT.


        Calegari teria dito que o prestígio da Câmara precisa ser resgatado junto a opinião pública. Kidinho disse que o vereador eleito foi infeliz ao fazer esta declaração porque na sua visão os vereadores que estão saindo procuraram fazer uma legislatura de debates e entendimentos e o trabalho de todos tem o reconhecimento da comunidade.


       Adair Machado, PSDB, 1º secretário da Mesa Diretora e que está concluindo o segundo mandato, disse que os atuais vereadores são pessoas que integram vários segmentos da sociedade. “Nesta legislatura aprendemos, crescemos e procuramos representar muito bem a nossa sociedade”, enfatizou. Sobre o secretariado de Reichembach, Machado enfatizou que todo prefeito eleito descontenta alguns ao escolher a sua equipe mas é preciso compreender e torcer para que os escolhidos façam um bom trabalho.