Câmara aprova título de cidadão honorário ao governador Beto Richa

Entre os projetos aprovados na sessão de segunda-feira pela câmara de vereadores de Francisco Beltrão está a concessão do título de cidadão honorário do município, ao governador Beto Richa. A matéria foi aprovada por unanimidade.


Três projetos do executivo foram retirados de pauta a pedido do prefeito que pediu a devolução dos mesmos. Dentre eles, o projeto de plano de cargos e salários do funcionalismo municipal. Mesmo assim, a câmara aprovou 11 projetos, todos em redação final.


Em segunda votação foi aprovado o projeto 102, que Institui o Diário Oficial Eletrônico do Município de Francisco Beltrão e também o projeto 4, do legislativo, que acolhe o Parecer Prévio do Tribunal de Contas sobre as Contas do Executivo Municipal do Município de Francisco Beltrão, referente ao exercício financeiro de 2009. No projeto 104 o executivo propõe incentivos para ampliação do parque Industrial da empresa Alcast do Brasil. O município assume o compromisso de construir cerca de 11 mil metros quadrados de calçamento no acesso à empresa. O único voto contrário ao projeto foi do vereador Jocemar Madruga (PT). O projeto 105/11, dá ao executivo autorização para ceder o Direito Real de Uso de área  de terras 271,6 mil metros quadrados de propriedade do Município à empresa Flessak  Energia Eólica. O 108/11Autoriza o Executivo a conceder auxílio financeiro de R$ 70 mil para a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Francisco Beltrão.


O Executivo, no projeto 109 está autorizado a permutar lote urbano do Município por lote de propriedade de João Carlos Petkowicz e Denisia de Araujo Petkowicz. O projeto 110/11 altera disposições da Lei Municipal nº 3754/2010, que autoriza o Executivo Municipal a conceder auxilio financeiro para a Associação empresarial de Francisco Beltrão – Acefb. Já a proposição 111 libera o executivo para fazer acordo judicial com Antonio Salomão e Itacir Lodi. Este foi aprovado, por 8 x 2, com votos contrários de Jocemar Madruga (PT) e Preto Prolo (PMDB).


Foram também aprovados dois projetos do legislativo. A proposição número 30, do vereador Dazio Zanatta (PSDB), que altera disposições da Lei Municipal nº 1699/1990, de 29.10.90 regulamenta a confecção de carteirinhas de estudante.


Foram aprovados também três requerimentos. O vereador Paulo Grohs (PSDB) propôs o alargamento da Rua Abdul Pholmann, que dá acesso ao aeroporto municipal.


Jocemar Madruga (PT) apresentou requerimento, solicitando a reativação de ramal telefônico na residência de Jaime Bortolini, na Linha Gaúcha. Foi aprovado também requerimento do vereador Cezar Cabeleireiro (PMDB), parabenizando a secretaria do interior na pessoa de Janir Cella, pela adoção da comunicação via rádio, facilitando os trabalhos no interior do município.


A câmara volta a se reunir hoje às 18h, quando será eleita a nova mesa diretora.